Resposta aos drogados e tatuados

Os drogados e inéptos que não sabem interpretar nem uma sentença, argumento, ou uma delinearidade de raciocínio, desprovidos de lógica quantitativa, invadiram o blog e comentaram de forma raivosa e revoltada algo que eles afirmavam ler no texto, só que não. Vou ter o papel de elucidar todos os pontos no qual atingiram o emocional e o coraçãozinho dos drogados abaixo:

1- Em momento nenhum no texto eu critico quem bebe socialmente. Eu cito pessoas beberronas retardadas, sem mentalidade ou cognitividade nenhuma, no qual bebem até desmaiarem e se acham o máximo por isso. Então parem de chorar e espernear.

2- No assunto tatuagem, em momento nenhum eu apontei uma linha de correlação entre uso da tatuagem e o caráter da pessoa. Apenas disse que a tatuagem, por si só, de maneira analisada objetiva e fria, é algo bem idiota, se você parar para pensar. Entretanto, de maneira nenhuma, disse que o tatuado é sem caráter, desonrado ou qualquer outro adjetivo negativo.

3- A maconha tem suas sequelas sim ao longo prazo. Vi algo na página da REAL que eu menos imaginava, uma quantidade imensa de maconheiros juvenis, o qual covardes à realidade, usam qualquer tipo de alucinógeno através da bala, ou outro tipo como maconha, como uma forma covarde e medrontada de escapar da realidade. Para essas pessoas, eu só tenho pena.

4- Eu não tenho esse blog para passar a mão na cabeça de ninguém, e nem te dar uma medalhinha por ser um bom drogadinho de merda. Apenas elucido minha opinião, e sem apontar fontes ou referências mesmo, acerca do que eu acho do comportamento de um determinado grupo de pessoas. Entretanto, alguns argumentos imbecis vieram de certas pessoas. Alguns comentário no facebook como “você só apontou dedos e acusou, com uma análise preconceituosa, não tem nada de errado em fazer isso e aquilo”. Ué, senhores, mas não é isso que todos nós fazemos na real? Não criticamos o comportamento das vadias e o lado obscuro das mesmas? Deixem de ser hipócritas e parem com o mimimi. Outros ataques ao pessoal julgando que eu tenho inveja, sou gordo, frustrado e etc não passam de acusações ad hominem que tem o puro objetivo de desviar-se do foco do debate, para um embate de pessoal contra o pessoal. Esse tipo de acusação é o mesmo que as feminazistas usam com quem é da real, de acusá-lo de frustrado etc. Dizer que eu não posso falar de alguém que é beberrão e drogado, é o mesmo que os manginas falam, que não podemos chamar uma mulher de vadia se ela faz anal giratório com todos da cidade.

Sem mais delongas, continuarei falando a verdade inconveniente, e para ser sincero, eu já esperava a reação da maioria esmagadora não ser amigável, e isso indica que estou no caminho certo. Eu ficaria espantado se todos me amassem pela minha opinião.

Cordialmente, Anônimo Realista.

Advertisements

18 pensamentos sobre “Resposta aos drogados e tatuados

  1. Concordo com você nas drogas e bebidas, e entendo que seja uma opinião sua a tatuagem,apesar de descordar, mas é aquilo, cada um tem sua opinião e temos que respeitar.

    Suas postagens vão sempre aparecer na pagina do Metendo a Real no face?

  2. Tenho pena de você que acha que é o dono da verdade , e acredita em tudo que lê na internet
    Comprove alguma morte relacionada a maconha !

  3. Na minha opinião você foi molestado quando era menor, só pode kkkkkkk
    Algum trauma de infancia tosco, seu pensamento é ridiculo, pessoas assim tendem a ser sozinhas na vida não deve ter nenhum amigo.. meio problematico voce cara, procure ajuda !
    E pare de jogar rpg, e vai atraz de uma mulher seu frustrado, você esta é com falta de sexo, se é que alguma vez fez kkkkkkkkkkkk

    • Você é drogado e eu que fui molestado? Você usa drogas pra escapar da realidade e eu que tenho problemas psicológicos? Pense mais, cérebro de ameba.

      • Não uso drogas seu frustrado, vai fazer sexo seu virgem !
        deve ser assim pq é pobre, feio, não ter amigos, deve morar de favor e não pegar ninguem kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

          • Explica pra eles que é mais fácil os drogados terem sido molestados e hoje usarem drogas para fugir da realidade rsrsrs…

            Ou então, manda esse fdp de volta pro rabo da puta que pariu ele.

  4. Que argumentos bem fracos em. “tatuagem é algo bem idiota”, qual o seu fundamento para chegar nessa conclusão? “como uma forma covarde e medrontada de escapar da realidade.”. Vai tomar no seu cu cara namoral, olha a merda que tu me fala, tu sabe o que cada um passa para dizer “ele é covarde”? tu é um bosta na real tira conclusões sem ter o minimo de fundamento.

  5. Eu Particularmente acho que maconheiros e beberrões não são bem vindos na real, e quanto mais apertar as rédeas mas pseudo-realista vai pedir pra sair, pra ser da REAL o cara tem que ter vigor e constância.

  6. QQQQQ olha os maconheiros chorando, a opinião do cara ta mais que certa, ninguém nunca morreu por causa da maconha?. PENSA bem quantas pessoas morrem com o trafico dessa merda que vocês fumam ? quantos policiais que tem família morrem para combater esse negocio ridículo que se chama droga ? chamar vocês de retardados eh pouco. Vocês são realmente covardes acham que o cara não pega mulher por não concordar com a porra da maconha de vocês ? Seus bostinha…

  7. Ao dono deste blog, digo para não descartar a possibilidade de essas pessoas que vieram irritadinhas aqui escrever algo e de uma forma que simula falso entendimento (uma vez que boa parte das respostas aparentava analfabetismo funcional dos que escreviam, mas pode ser que tenham escrito de tal forma de propósito) na realidade sejam alguma tropa internética a mando de grupos de pressão que querem gerar uma simulação de que seriam a maioria da população, quando na realidade apenas são uns gatos-pingados que gritam alto e atacam em bando. 10 pessoas em uma população de 1 milhão que se juntam para rosnar perante um único indivíduo, como sabemos, é uma diferença numérica de dez vezes entre os oponentes, mas esses mesmos 10 são parcela irrelevante dentro de uma população e só parecem mais do que são porque estão juntos e sendo agressivos. Porém, pode não ser preciso que seja uma tropa organizada, pois a essência da alta utilização de inocentes úteis que o gramscismo prega acaba por gerar um clima de censura branca em que os cidadãos comuns que vão injuriados comentar mal notam que na prática estão fazendo de graça um trabalho que em ditaduras formalmente ditas é feito por gente regiamente paga. Esses mesmos inocentes úteis, por serem muitos e fazerem a parte da censura branca, geram também uma imprevisibilidade de padrões que torna impossível alguém ser um “Julinho da Adelaide” e fazer passar aquilo que uma censura formalmente dita não deixaria se fosse assinado por Chico Buarque, pois são pessoas que estão dopadas na sensibilidade artificial histérica.
    Assim sendo, que se cogite de esses agressivinhos aparentemente com analfabetismo funcional e que pensam ser a eles direcionado um texto generalista estarem na realidade agindo na base da trollagem e a resposta do dono do blog, fora esta postagem de esclarecimento, terem sido exatamente aquilo que eles queriam que acontecesse e caso se tente ir adiante nisso, apenas se estará fazendo exatamente o que querem os tais trolladores.

    Deixarei a sugestão de que os próximos textos sejam escritos em um tom mais próximo ao que The Truth costumava usar nos seus, pois a abordagem dele acabava por separar mais facilmente quem estava só de trollagem ou tentativa de ganho político com indignação simulada daquelas pessoas que não reparam estar agindo a favor do gramscismo. As pessoas do segundo tipo têm reações iguais às dos ofendidos profissionais apenas se puderem identificar algo como condenável e são mais tolerantes àquilo que não puderem identificar mais explicitamente como politicamente incorreto, podendo inclusive defender o autor do texto contra os agressivinhos de caso pensado, poupando assim quem criou o texto de guerrear uma guerra que já começa perdida (a tal guerra contra a trollagem). Outra coisa importante, e aqui pensando na dinâmica da internet, é sempre deixar no texto links para que as pessoas saibam que fonte você está usando para se referir a alguma coisa (links esses que preferencialmente devem estar no texto corrido em vez de em uma nota de rodapé que ninguém lerá).
    Preferencialmente escolha fontes que não possam obrigatoriamente ser vinculadas a uma corrente antigramsciana, pois marxistas culturais ou otários que não notam que propagam marxismo cultural poderão desqualificar uma informação correta por simplesmente estar em uma fonte que eles costumam demonizar. Exemplos simples de fontes que não podem ser vinculadas ao antigramscismo: Nature, Scientific American, PlosONE, Revista da Fapesp. Outra sugestão é a de pela própria escolha do link trollar-se o gramscista ou otário que faz sem notar o serviço sujo para os marxistas culturais: garimpando-se em fontes que subscrevem a tal corrente (boa parte da grande mídia, em um exemplo simplificado), dá para achar informações que sejam contrárias ao marxismo cultural (afinal, os portais possuem um enorme número de links a serem explorados). Um link de fonte filhote da Escola de Frankfurt mas que não subscreva os ditos da mesma gerará um nó na cabeça do inocente útil, principalmente se for de ciência.

    Observe-se que o que te sugiro é fazer com que marxistas culturais e otários que inconscientemente propagam marxismo cultural sejam obrigados a jogar pelo próprio livro de regras que eles querem impingir a nós. A outra sugestão é mais simples: comentários por regra só serem publicados após passar pela moderação, o que de cara já tira o impacto imediato da ação de um troll gramscista ou gramscista inconsciente, pois não aparecerá imediatamente e evitará o surgimento de uma comunicação para que outros amiguinhos ideológicos do troll sintam-se livres para tocar o terror. Eles não poderão te acusar de ser censor, até porque censura de verdade vem do estado totalitário e censura branca é coisa de gramscista que ama intimidar a população caso esta expresse um pensamento com o qual ele não concorde ou que não avance sua agenda. Além disso, comentários moderados em momento algum significam que o comentador foi cerceado em sua liberdade de expressão, até porque ele pôde usar exatamente o mesmo formulário que qualquer outro usou. Assim como ele teve a liberdade de comentar, você tem a liberdade de aceitar ou não o que ele diz, até porque este é um espaço privado. E, claro, caso veja comentários agressivinhos e/ou eivados de gramscismo, a contínua recusa dos mesmos acaba por desestimular que outros venham fazer o mesmo em seu espaço (sendo que não estão impedidos de em outro blog fazerem um link para sua postagem e lá descerem a lenha, algo que na prática serve como publicidade gratuita deste espaço).

  8. Apoiado, concordo com tuas opiniões Mr. Anônimo. Quando toca na ferida a coisa pega fogo mesmo hahahah

    A maconha é tão libertadora que cria zumbis que lutam por ela com unhas e dentes, e ainda por cima esses vagabundos financiam o tráfico e o crime organizado.

    Abraço e continue metendo a real, nua e crua, doa a quem doer!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s